sexta-feira, 17 de agosto de 2012

NIQUELÂNDIA: CANDIDATO A PREFEITO SE ALIA A CRIMINOSO

É esse tipo de atitude que devemos reprovar. 

Recentemente foi publicado em um site de Niquelândia, como uma notícia extraordinária, que o candidato à prefeito Gilmar Loredo, PPS, havia recebido o apoio do ex-deputado José Tatico. Informou-se que Tatico, como é conhecido, é um grande pecuarista e que sempre foi bem votado em Niquelândia.

O que ficou silenciado, o que deixaram de dizer é que José Tatico é um dos maiores criminosos do Brasil. Não se trata de opinião minha. É fato julgado e dado como tal pela justiça. E se Tatico se envolve com política, não é por dinheiro, por isso já conseguiu com seus crimes, mas porque precisa de cargos públicos para lhe auferir proteção.

Antes de se devotar à Niquelândia o bandido de colarinho branco já se aventurou por Minas Gerais. Mas, criminoso desde 1975, Tatico fez carreira em Brasília, às custas de votos da população mais pobre do entorno de Brasília. Depois de esgotadas todas as suas possibilidades de tramoias, Tatico migrou seu domicílio eleitoral para Goiás e continuou se elegendo às custas do muito dinheiro que tem. Agora tá com uma perna em Minas, outra em Goiás. Se Tatico apoia Gilmar Loredo em Niquelândia, com certeza, dessa união jorrara muito dinheiro. E se fará isso é porque tem algum projeto criminoso para a região.

Em 2008 o jornal “O Estado de Minas” publicou a seguinte matéria sobre José Tatico.

“José Fuscaldi Cesílio, o José Tatico, tem problemas com a polícia desde de 1975, quando foi indiciado no Rio de Janeiro, por estelionato. De lá até hoje foram vários indiciamentos pelos crimes de contrabando, sonegação fiscal, receptação e crime contra a ordem tributária [...].

Atualmente, José Tatico responde a dois inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF) e a duas ações penais por crime contra a ordem tributária e contra o meio ambiente, que tiveram início em Goiás e Brasília. Em 2008, ele e outros seis pessoas e suas famílias tiveram seus bens bloqueados, assim como os de 12 empresas, por determinação da Justiça de São Luiz dos Montes Belos (GO). Segundo as ações, a atuação do grupo se concentra em José Tatico, que se vale dos filhos como administradores das empresas constituídas por laranjas e pessoas jurídicas de aluguel, inviabilizando a cobrança de tributos.


Mas foi em 2003, durante a Comissão Parlamentar de Inquérito do Roubo de Carga, que José Tatico mereceu as manchetes dos jornais, ao ser apontado por Cléverson Pereira da Cruz, um dos maiores ladrões do país, como um dos empresários responsáveis pela compra de mercadorias furtadas. Segundo Cléverson, pelo menos seis cargas roubadas por ele foram entregues no Supermercado Tatico e, em uma das ocasiões, recebeu pagamento das mãos do parlamentar. José Tatico foi denunciado pelo Ministério Público Federal por receptação, mas o processo foi arquivado em razão da prescrição dos crimes.” [Fonte: PRATES, Maria Clara. José Tatico tem passado repleto de processos. Em: O Estado de Minas, 18/07/2010 - http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2010/07/18/interna_politica,169397/jose-tatico-tem-passado-repleto-de-processos.shtml, acessado em 17/08/2012.

O referido jornal, que é o de maior circulação em Minas Gerais, ainda faz uma análise das alianças de Tatico, quase todas com políticos corruptos. Nesse caso é de se pensar sobre aquele velho provérbio popular “me dizes com quem tu andas e te direi quem tu és”. De fato, se sou uma pessoa ética, decente, moral e que respeito o que é público certamente não me misturarei com quem é bandido e lapidador do patrimônio público, como é o caso do Tatico.