quinta-feira, 20 de junho de 2013

ARNALDO JABOR: O BESTEIROL GLOBAL

Temos causa. Mas o seu discurso não vale nem R$ 0,20
Vi, no Jornal da Globo de quinta feira, 13/06, o máximo da ignorância, do proselitismo de classe e da intolerância para com movimentos sociais a que se pode chegar. O comentarista da globo, Arnaldo Jabor,  mostrou o quanto a sua interpretação, até aquela data, era imprecisa ante o gigantismo do movimento que estava nas ruas.

E ele fez o que a rede globo sempre fez, apologia ao opressor. Devemos lembrar que foi durante a ditadura militar que a Globo se tornou a gigante que é hoje. Ela se beneficiou disso. 

Do embate com o PT, perdeu terreno, e a partir daí, utilizando a "Abril" que é publicação para a elite, passou a atacar o PT, porque não podia fazer isso abertamente na TV, visto que a maioria dos seus telespectadores têm o bolsa família. Agora, o insano quase elogiou o governo do PT, afinal, os sem causas protestam contra os gastos da copa que foram gerados pelo governo do PT.

Verdade é que o insano só pode ser entendido pelo que há de mais antigo, o sofisma enquanto habilidade retórica. Sim, alguns o consideram culto, o grande intelectual da globo, como se ela precisasse de um para empurrar lixo em mentes torpes. O que o Arnaldo Jabor faz não diz respeito à intelectualidade, senão àquela intelectualidade estéril condenada pelo filósofo francês Jean-Paul Sartre, ele é o senhor da retórica para os que se extasiam com ouro de tolo.

E sim senhor, os movimentos são alavancados pela classe média sim. Mas no Brasil, exceto no campo, foi a classe média que sempre encabeçou os movimentos sociais, como as Diretas Já e o Fora Collor. Como esperar isso das massas? As massas incultas, perdidas em escolas secundárias que não conseguem sequer ensinar a ler e escrever, quanto mais cidadania, jamais poderão, nestas circunstâncias, fazer qualquer movimento que não seja seguir o rastro, ou da alienação global, S besteira e Record; ou da classe média naquilo que ela propõe como alternativa para um Brasil melhor.