quarta-feira, 22 de maio de 2013

ULTIMAS NOTÍCIAS SOBRE A GREVE DA UEG: INFORMATIVO DO PROFESSOR RENATO COELHO


Pessoal, através dos relatos dos colegas pertencentes à comissão de negociação (ei não faço perte) escrevi um resumo da mesma abaixo. Me corrijam os colegas, caso tenha algum equívoco:

Nesta segunda-feira (20/05) foi realizada na Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado de Goiás (SECTEC) a reunião da comissão de negociação do Movimento Mobiliza UEG com o secretário Mauro Fayad da SECTEC. Antes mesmo da realização deste encontro com o secretário no palácio do governo, ocorreu uma produtiva reunião entre professores, alunos e funcionários na Eseffego, onde foi frisado que a comissão de negociação possui caráter executivo, ou seja, não deliberativo, tendo a incubência de apenas levar as propostas ao governo e trazer as contra-propostas a serem discutidas e votadas em assembleia geral, que será  realizada na próxima quarta-feira (22/05) às 10h00 na Eseffego. A comissão foi representada por 6 pessoas integrantes do Movimento Mobiliza UEG, composta por professores, alunos e funcionários técnico-administrativos da universidade.  

Junto com o secretário de governo Mauro Fayad, também estava presente o reitor Haroldo Reimer. A primeira ação da comissão durante o debate na mesa foi a apresentação das reivindicações do Movimento Mobiliza UEG onde os itens foram explicados um a um ao secretário e ao reitor. Durante a exposição das reivindicações pela comissão, foram exigidas o cumprimento de todas as reivindicações (com exceção da número 10 - último item), e de forma a atender a construção da pauta unificada (alunos-professores-funcionários). O secretário Mauro Fayad pretendia terminar a reunião ainda no terceiro item das reivindicações, não demonstrando muito interesse pelo assunto, dizendo que somente aquelas quatro primeiras reivindicações lhe foram apresentadas pelo reitor anteriormente. Entretanto, a comissão insistiu para que fossem lidas, ouvidas e discutidas todas as demais, até que ao final foram apresentadas todas as reivindicações do movimento.

A comissão de negociação reiterou a necessidade de discussão direta com o governador Marconi Perillo, sem a mediação do reitor da UEG, já que a solução dos problemas da UEG são da responsabilidade direta do próprio governador, não sendo da auçada da reitoria. Mesmo assim, o reitor Haroldo Reimer insistia o tempo todo em chamar a responsabilidade para si, tentando a todo custo blindar o governador e desviar o foco das conversações, obliterando assim  as negociações com o governo.

Hoje a tarde no coreto, faremos uma nova pré-reunião aberta a todos alunos, funcionários e professores da UEG para acertar os últimos detalhes para as conversações agendadas  para a reunião com o governador Marconi Perillo, hoje  (21/05) às 17h30 no Palácio Pedro Lidovico Teixeira.

 Por Renato Coelho