quarta-feira, 28 de agosto de 2013

CÂMARA LIVRA NATAN DONADON DE CASSAÇÃO E PROVA QUE NADA MUDA DEBAIXO DO SOL



Natan Donatan negociando sua "inocência".
Hoje, 28 de agosto de 2013, ainda na penumbra de um movimento continuado por poucos heróis que insistem em contestar o estado deplorável das nossas instituições, viciadas de todos os males, a Câmara deu uma demonstração do quanto ainda é o pior do que existe entre todos os males dessa nação.

Hoje o deputado de Rondônia, sem partido, que cumpre na penitenciária da Papuda, em Brasília, uma pena de 13 anos de prisão por peculato e formação de quadrilha.

Então, os parasitas desse país resolveram, cirurgicamente, como os médicos fazem, defenderem o colega bandido que, por esse arranjo, vai continuar parlamentar na sua nova morada, a penitenciária.

Isso embrutece a minha sensibilidade. Mas, o pior em tudo isso é que não seria estranho se o deputado Natan Donadon, mesmo na papuda, fosse reeleito, porque pior que ele é o seu eleitorado. Há sempre, nesse país, pessoas dispostas a alimentar a corrupção.

E a coisa foi simples. Liberaram o cara, sabe-se lá porque, e ele pôde chegar na Câmara e negociar sua absolvição. É de se entender. A câmara só não é uma casa de câmbio, porque é uma casa de negociatas.